Aos heróis das ruas, cuidado e atenção para garantir a segurança no trabalho

A pandemia do Coronavírus está trazendo oportunidades de aprendizado e de reforçar a conscientização sobre a importância da saúde pública, do cuidado e do bem-estar coletivo. Com todos os problemas já enfrentados, com as mudanças necessárias e alternativas de trabalho criadas, um grupo de profissionais precisou se manter forte no trabalho e com coragem para enfrentar a Covid-19 de frente, nas ruas, trabalhando com a coleta de resíduos e saneamento básico.

Os colaboradores do Grupo RAC (que contempla as empresas RAC Saneamento, RACLI Limpeza Urbana e RAC Saúde) são um destes exemplos. “Nós trabalhamos com saneamento básico, que é uma atividade classificada como essencial em tempos de pandemia. Nosso trabalho de coleta convencional foi mantido normalmente, porém, com todos os cuidados relativos a higienização e distanciamento social”, explica o engenheiro de segurança do trabalho do Grupo RAC, Marcos Santana.

Mesmo com a manutenção dos serviços, o cuidado com os profissionais sempre esteve em primeiro lugar na empresa. “Duas semanas antes do primeiro decreto estadual, nos reunimos e decidimos quais diretrizes tomar para evitar a contaminação entre nossos funcionários e, consequentemente, manter nossas atividades em plenitude. Depois dessas primeiras análises foram afastados 74 funcionários que são do grupo de risco e aproximadamente mais 40 profissionais com sintomas gripais ou resfriados”, garante Marcos.

 

Preocupação com a saúde dos trabalhadores

Mais do que garantir que a coleta de resíduos tenha continuidade durante o período da pandemia, o mais importante é assegurar a saúde e a segurança daqueles que fazem este trabalho dia a dia nas ruas. Por isso, a adoção de medidas rigorosas foi essencial para que houvesse a continuidade das atividades. “Antes do decreto algumas medidas já haviam sido tomadas, como a disponibilização de álcool 70%, água e sabão em todos os caminhões e em diversos pontos da empresa. Porém, com novas restrições, outras medidas foram adotadas e fizeram efeito na garantia da saúde dos colaboradores. Os caminhões, por exemplo, continuam sendo lavados duas vezes ao dia e agora com o diferencial da higienização interna com hipoclorito de sódio. As equipes também estão saindo de forma dispersa com o objetivo de evitar aglomerações no pátio ou no local de batida de ponto”, explica o engenheiro de segurança.

Os funcionários do escritório, oficina e outros setores tiveram uma redução da jornada de trabalho para seis horas, evitando assim, o uso do refeitório. Em alguns casos, também está sendo aplicado o regime de home office.

“Além disso, o uso de máscaras agora é obrigatório por todos os funcionários, independente da função e, em dias de chuva, a coleta de lixo é suspensa e retomada normalmente quando o tempo melhorar. Os funcionários que apresentam sintomas de gripe ou são do grupo de risco estão sendo liberados, em forma de férias ou atestados e promovemos a campanha de vacinação da gripe. Também foram realizados treinamentos e disponibilizado por meios digitais e folders todas as orientações que devem ser seguidas, tanto dentro da empresa como ao chegar em casa”, enaltece Santana.

 

Uma lição que será levada para o futuro

Com todas as mudanças e alterações da rotina, novos equipamentos de proteção individual (EPI’s) incluídos no dia a dia do trabalho e os cuidados redobrados com a saúde, a pandemia do Coronavírus já está deixando lições que devem permanecer no futuro e que deixam as equipes orgulhosas de estarem trabalhando diariamente no enfrentamento à doença. “Tudo isso que estamos passando com o Covid-19 ajudou a acender em nós o espírito fraternal e comunitário e tem nos mostrado a importância do trabalho realizado por nossa empresa e a significância dele para a sociedade. Nos mostrou que nossos trabalhadores são verdadeiros heróis, pois, junto conosco, enfrentam todos esses dias desafiadores com muita honra, dedicação e coragem”, afirma Marcos.

 



Comentários: