ATERRO

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

OBRAS E SERVIÇOS REALIZADOS PARA IMPLANTAÇÃO DO ATERRO

  • Estudos e análises geológicas e geotécnicas
  • Drenagem sub-superficial
  • Aterro e camada de impermeabilização de base
  • Sistema de drenagem de águas pluviais
  • Sistema de drenagem de chorume
  • Sistema de drenagem de gases
  • Monitoramentos ambientais
  • Vista do Aterro
  • Preparação da área para uma nova célula
  • Drenagem de líquidos percolados e gases

SISTEMAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL

Objetivo » detectar ocorrências de falhas no sistema de proteção ambiental, possibilitando adoção medidas corretivas, evitando impactos ambientais significativos.

O projeto da RAC Saneamento utiliza as seguintes técnicas para proteção do meio ambiente:

  • Sistema de drenagem sub-superficial do lençol freático
  • Impermeabilização da base do aterro com dupla camada (argila e geomembrana PEAD – Polietileno de Alta Densidade – 2 mm de espessura)
  • Drenagem de líquidos percolados, gases e águas pluviais
  • Tratamento de líquidos percolados (chorume)
  • Monitoramento do maciço de resíduos
  • Monitoramento da qualidade das águas (superficiais e subterrâneas), avifauna e ruídos.

Para mais informações técnicas, entre em contato com a nossa equipe de profissionais pelo e-mail ambiental@racsaneamento.com.br ou pelo telefone (48) 3437 7240.

Foto do sistema de proteção ambiental
Aplicação da geomembrana PEAD – Polietileno de Alta Densidade – 2 mm de espessura

 

PERGUNTAS FREQUENTES

Implantação

O que é um aterro sanitário e industrial - Classes IIA e IIB?
É o local adequado, construído de acordo com as melhores técnicas de engenharia ambiental, para recebimento e disposição final dos resíduos, provenientes das residências e das indústrias.
O que significam resíduos Classe IIA e Classe IIB?
Conforme a NBR 10.004/2004 da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas - significam a classificação dos resíduos, ou seja, classe IIA – não inertes e classe IIB – inertes.
Onde está localizado o aterro?
Na Rodovia BR 101, km 389 – Bairro Poço Oito – Município de Içara – Estado de Santa Catarina.
Por que foi escolhido o Bairro Poço Oito como sede do Aterro?
Além das características do terreno ser adequadas para construir este tipo de empreendimento, a Lei Orgânica Municipal permite a instalação de aterro no Bairro Poço Oito, assim como receber resíduos provenientes de outros municípios.

Vida útil do aterro

Depois da vida útil do aterro esgotar, o que acontecerá com o mesmo?
Mesmo após estar com sua capacidade esgotada, o aterro continuará gerando gases e chorume, portanto, será controlado e monitorado por outros 20 anos, respeitando a legislação brasileira em vigor.

Drenagem de efluentes

O que é chorume?
É o líquido proveniente da decomposição da matéria orgânica presente na massa de resíduos sólidos sob a ação das águas que se precipitam sobre a mesma.
Qual o destino final do chorume gerado no aterro?
O chorume é captado através de drenos e conduzido até a planta de tratamento, onde é monitorado continuamente, de modo que a eficiência do tratamento permita seu lançamento em curso hídrico superficial, atendendo o disposto na legislação vigente.

Meio ambiente

Como é feita a impermeabilização do solo?
O solo é impermeabilizado com dupla camada de argila e geomembrana PEAD – Polietileno de Alta Densidade com 2mm de espessura, seguido de outra camada de argila para proteção mecânica.
Como é feito o controle da qualidade das águas subterrâneas?
O aterro possui 07 (sete) Poços de Monitoramento distribuídos em suas extremidades, sendo 01 a montante e 06 a jusante do maciço de resíduos, onde são realizadas análises físico-químicas periódicas, com objetivo de prevenir qualquer dano ao meio ambiente.
Os resíduos dispostos no aterro ficam a céu aberto?
Não. No aterro trabalham várias máquinas, com objetivo de recobrir diariamente com terra os resíduos depositados.
Quanto ao mau cheiro e vetores (animais), o que é feito?
Como os resíduos são dispostos e cobertos diariamente com terra, conseqüentemente não exalará odores, o que evita atrair animais para a área do aterro.
Os ruídos de máquinas e caminhões poderão causar danos aos vizinhos do aterro?
Em todo o entorno da área do aterro foram plantadas 02 (duas) fileiras de árvores, formando uma "cortina", com objetivo de reduzir consideravelmente o nível dos ruídos.
Qual é o destino do gás metano gerado na decomposição da matéria orgânica?
O gás gerado no aterro denomina-se gás metano. É drenado, através de um sistema de tubos especialmente instalados até a superfície do aterro e no topo dos poços drenantes verticais se dá sua exaustão e queima.
A queima do gás metano prejudica o meio ambiente?
Este gás quando queimado se transforma em gás carbônico, sendo cerca de 20 vezes menos poluente que o gás metano liberado livremente na atmosfera. Portanto, sua queima diminui sensivelmente a formação do denominado efeito estufa.
Como se calcula a quantidade de poços drenantes de gases que o aterro possui?
Este cálculo é feito pelo engenheiro projetista e depende da quantidade de matéria orgânica depositada no aterro, proveniente dos resíduos domiciliares, basicamente.

Visitas

O aterro pode receber visitantes?
Sim. O aterro dispõe de Centro de Educação Ambiental. Uma equipe treinada, supervisionada por engenheiro sanitarista e ambiental, é responsável pelas visitas de escolas, universidades, e da população em geral. Portanto, basta agendar o dia e o horário de sua visita.